Café com docinho: uma harmonia perfeita

Éclair Moi
Vitrine do Éclair Moi

Há alguns anos comecei a tomar café sem açúcar. Algumas pessoas me acharam corajosa. “Nossa, nem adoçante você coloca?”, perguntavam-me, incrédulos. “Não”, respondia, toda orgulhosa por conseguir aguentar a amargura do café. O que nunca confessei, porém, é que costumo combinar café com um docinho. Ou dois. Ou três. Ou um doção mesmo. Malandragem minha, eu sei, mas, depois que se descobre a fórmula do sucesso, é impossível ignorá-la.

Tudo começou na França. Antes, já tinha tomado café com petit-four, com um pedacinho de chocolate ou então com uma pastilha de chocolate com menta. Achava que ficava gostoso, embora nada excepcional. No interior da França, porém, meu horizonte “harmonizatório” se ampliou de forma exponencial. Pedia um café depois do almoço e lá vinham, acompanhando-o, três docinhos maravilhosos. A partir daí, constatei que (quase?) qualquer doce combina com café e venho, desde então, tentando as mais diversas harmonizações. Afinal de contas, existe algo melhor do que tomar um café e comer um docinho logo depois do almoço ou então no meio da tarde?

Nessa busca incessante por um café e um docinho, descobri alguns lugares em São Paulo de que gostei muito.

Cheesecakeria

Já frequentava a Cheesecakeria de Moema (Rua Canário, 499) desde que a loja abriu. Qual não foi a minha supresa – e alegria – quando descobri que uma nova unidade tinha sido aberta na região da Paulista? 

Cheesecakeria
Cheesecakeria do Top Center
Cheesecake e café expresso na Cheesecakeria

Essa doceria escondidinha na saída do Top Center para a Rua Joaquim Eugênio de Lima facilitou muito a minha vida!

A Cheesecakeria faz uma versão mini do doce, que fica na medida certa para comer tomando um expresso.

Já devo ter experimentado todas as coberturas. As minhas prediletas são as de Nutella, todas as que envolvem frutas vermelhas e a de caramelo com flor de sal, que é a minha queridinha do momento.

Também tem uma outra unidade no Shopping Eldorado, que ainda não conheço.

Éclair Moi

A vitrine dessa doceira na Alameda Lorena, 1204, nos Jardins, parece uma obra de arte. Tudo bonitinho, delicado e, melhor ainda, comestível!

Éclair Moi, nos Jardins

O doce não sai exatamente barato, mas vale cada centavo. Não é nada açucarado ou massudo, motivo que me afastava de todas as bombas de chocolate ou de creme que encontrava na cidade. Há vários sabores para escolher, o que pode suscitar o tipo bom de dúvida para ser dirimida. Quando fui, acabei escolhendo o de caramelo com flor de sal. Acho que ando meio viciada nesse sabor…

Café das Coisinhas

O Café das Coisinhas fica praticamente no bairro, um lugar relaxante e convidativo na Rua Estado de Israel, 227, Vila Clementino. O café duplo fornece aquela dose de cafeína necessária para uma tarde produtiva. Combinado então com o brigadeiro ou com o bolo no copinho em variados sabores, fica melhor ainda.

Café das Coisinhas
Café das Coisinhas, café convidativo na Vila Clementino

Enquanto se toma café, pode-se dar uma fuçada nos diversos objetos à venda espalhados no local. As plaquinhas, particularmente, são bem divertidas!

Por um Punhado de Dólares

Não tem como não entrar em um café que homenageia um dos grandes filmes do spaghetti western. Além disso, o café Por um Punhado de Dólares é uma excelente opção no centro da cidade, mais precisamente na Rua Nestor Pestana, 115, para fazer uma reunião de trabalho ou curtir um bom papo com os amigos, acompanhado de um café double com um bolo de aipim e coco.

Por um Punhado de Dólares
Por um Punhado de Dólares

E ainda tem, no café, um ótimo sinal de Wifi e lugar para estacionar as bicicletas.

Ah, já comentei sobre a música? Não? É sensacional!

Casa Mathilde

A já tradicional confeitaria portuguesa Casa Mathilde fica no prédio da Bolsa de Valores da Praça Antonio Prado, em pleno centrão de São Paulo, esquina com a Rua São Bento. Foi nela que traí o meu costume de harmonizar o pastel de nata com café, trocando-o por… vinho do Porto.

Casa Mathilde
Casa Mathilde

Não tem nada mais lógico, né? Portugal, Porto, tudo a ver. E absolutamente irresistível!

As opções de salgados também são muito boas, em especial, a empada de palmito.

Café Colombiano

Outra opção na região central, o Café Colombiano se trata, na realidade, de um oásis de tranquilidade em pleno burburinho do Bom Retiro. O café fica dentro da Oficina Oswald de Andrade e serve um buffet com saladas, sopas colombianas, quiches e tortas salgadas, bolos variados, pastéis doces etc. Há duas opções de preços: por quilo ou por preço fechado. Como a fome falou mais alto, escolhi a por preço fechado.

Café Colombiano
O buffet de salgados e doces do Café Colombiano

Depois de me fartar com os pratos salgados do buffet e com a água de panela (refresco típico da Colômbia feito com rapadura, cravo e outras coisitchas mais), foi difícil escolher a opção doce. Acabei pegando os pastéis de doce de leite e de catupiry com goiabada. Os dois, juntos com o maravilhoso café colombiano, estavam muito gostosos. 

Mas o melhor de tudo mesmo foi bater um papo com o simpático Rubén, o dono do café, que veio de Cali, na Colômbia.

Basilicata

No Bixiga, uma boa pedida é a padaria supertradicional Basilicata, na Rua Treze de Maio, 596. Totalmente repaginada, a padaria agora inclui empório, restaurante e café. O almoço, na parte de cima, é bem gostoso. O café com sflogliatella que pedi logo depois também estavam muito bons, embora eu não seja muito fã de ricota.

Basilicata
Basilicata

A parte de que mais gostei, porém, foi a do empório. Não resisti ao presunto português e ao queijo trufado que estavam expostos e os levei para casa.

Empório Nata

Embora seja bem próximo da Avenida Paulista, o Empório Nata é um café sossegadinho, que serve bons doces portugueses. O grande destaque para mim, porém, fica por conta da deliciosa sandes de presunto português (já deu para perceber que adoro o presunto de Portugal, né?). Ah, também gosto muito do mural do lado de fora, que junta várias referências portuguesas e brasileiras.

Empório Nata
Mural do lado de fora do Empório Nata

La Vie de Sophie

Último lugar que conheci, a doceria foi aberta há pouco mais de um mês na Lorena. E para comemorar a época das cerejeiras em flor, há uma árvore dessas na decoração da loja, ao lado de plaquinhas de ruas parisienses e outros objetos que remetem à França.

La Vie de Sophie
La Vie de Sophie
Cheesecake
Cheesecake da Cheesecake Factory

O carro-chefe da doceria é o sorvete com nitrogênio líquido, que parece ser maravilhoso. Enquanto o verão não chega, matei a minha lombriga com o cheesecake da Cheesecake Factory. Não foi a Penny, da série The Big Bang Theory, que me serviu, mas tudo bem. O cheesecake é gostoso. O que o torna especial, no entanto, é a calda italiana de amarena.

Estes foram alguns lugares que descobri perambulando por São Paulo. A lista, porém, está longe de ser exaustiva. Ainda bem!

Há muitos outros cafés e docerias com delícias para degustar, como o Johnny Take the Cake e a Tartelier, sobre os quais a Maísa já contou aqui.

Por isso, se você também gosta de café com docinho, ou só de café, ou só de docinho, conte para a gente sobre os seus points preferidos!

Vox Populi

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*